Capa

Congresso Sul-Brasileiro de Oftalmologia encerra com recorde de participantes.

Inovação, tecnologia e muito conhecimento foram as marcas do XV Congresso Sul-Brasileiro de Oftalmologia (SULBRA 2019), que se encerrou neste sábado, dia 22, no BarraShoppingSul, em Porto Alegre. O evento reuniu aproximadamente mil pessoas entre estudantes e médicos que durante três dias tiveram a oportunidade de compartilhar conhecimentos com especialistas da área de Oftalmologia de todo o Brasil e com 16 palestrantes internacionais de 11 diferentes países.
Uma das novidades apresentadas no congresso e que foi um grande sucesso foi o seu formato. As palestras foram apresentadas aos congressistas em uma arena 360°, a qual mediante o uso de fones de ouvido os participantes puderam acompanhar a palestra do seu interesse sem interferência das demais. A presidente da Sociedade de Oftalmologia do Rio Grande do Sul e organizadora do evento, Dra. Isabel Habeyche Cardoso, comemora o sucesso. “Foram meses trabalhando para fazer um evento completo para os participantes. Com muita dedicação conseguimos fazer o maior de todos os congressos da área. Tivemos o maior número de inscritos dos últimos eventos de oftalmologistas e estamos muito felizes por isso. O Sulbra modificou paradigmas trazendo muitas novidades, as quais foram muito bem aceitas por todos”, destaca.
O médico canadense, Ike Ahmed, está entre os especialistas que vieram à Capital Gaúcha e ministrou várias palestras. Ahmed desenvolve um trabalho inovador no diagnóstico e tratamento cirúrgico de doenças oculares altamente complexas, incluindo glaucoma e complicações cirúrgicas. Foi dele a última aula magna do congresso. “Estou impressionado com o jeito inovador de apresentação dos palestrantes e com a forma com que as palestras estão sendo realizadas em um modelo completamente diferente”, afirma.
O elogio também parte dos participantes como o Thiago Luiz Marini que é residente na área e mora no interior do Rio Grande do Sul. “O congresso bastante completo, uma estrutura bem organizada e os palestrantes de alto gabarito. Não tenho nenhuma ressalva, só elogios. Consegui alcançar meu objetivo que era entrar em contato com todas as áreas”, afirma.
Teve também quem veio de longe e conseguiu tirar boas ideias do evento como é o caso do Alan Cristian Niemes que é de Curitiba. Ele atua na área de clínica geral, mas quer começar a trabalhar com Oftalmologia. O congresso o fez decidir a área de atuação. “Os palestrantes internacionais eram ótimos e valeu a pena vir para conhecer um pouco do ambiente da Oftalmologia antes de ingressar na área e entender as matérias abordadas com bastante frequência, além de ouvir o que todo mundo está falando para já entrar na residência tendo uma boa noção do que vem pela frente. Foi uma experiência excelente e me ajudou a decidir ir para a área de córnea e catarata”, enfatiza
Houve também inovação no conteúdo oferecido. Pela primeira vez o Sul do país ofereceu dentro de um congresso de oftalmologistas, um curso voltado a veterinários, já que o problema de visão em animais é algo extremamente preocupante atualmente. A catarata é uma das principais causas de cegueira tratável em animais. A UFRGS, por exemplo, recebe 4.500 animais por ano entre cães e gatos com esse tipo de problema, por isso a temática é tão relevante e foi trabalhada nos dois últimos dias do evento com a coordenação do Chefe do Serviço de Oftalmologia Veterinária da UFRGS, Médico Veterinário João Antônio Tadeu Pigatto.
Foram abordados ainda temas como a toxoplasmose na oftalmologia, problemas de catarata, olho seco, doenças vasculares de retina e exames de imagem, além da Inteligência Artificial, tema central do evento, e que foi abordado tanto por profissionais internacionais quanto nacionais.

 

Confira as fotos do Congresso: https://www.sorigs.com.br/sulbra2019/fotos

 


 

Sociedade de Oftalmologia do Rio Grande do Sul © Todos os direitos reservados 2019
Desenvolvido por: J2w - Desenvolvimento Web