Capa

Campanha Nacional do Ceratocone

Mais de duzentas crianças e adolescentes de instituições de ensino público e de acolhimento receberam atendimento oftalmológico na manhã deste sábado, 09, em virtude da campanha nacional da Sociedade Brasileira de Oftalmologia de prevenção ao ceratocone, uma doença oftalmológica.

A ação foi resultado de iniciativa conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Sul, da Fundação Leonística de Assistência Social e da Sociedade de Oftalmologia do Rio Grande do Sul (Sorigs), além da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, que coordenou nacionalmente a campanha.

As consultas foram realizadas por oftalmologistas voluntários da SORIGS em Porto Alegre (no Hospital de Clínicas e na Fundação Santa Casa de Misericórdia) e em Viamão (no Instituto Ivo Correa Meyer). Para aqueles que necessitarem, serão fornecidos óculos (armação e lentes) pela Fundação Leonística, em data a ser agendada.

Em Porto Alegre, o MP indicou os pacientes a partir de uma triagem realizada na Escola Estadual de Educação Básica Gomes Carneiro, Obra Social Imaculado Coração de Maria (Osicom) e Lar São José. Em Viamão, foram selecionados pacientes em várias instituições. O SIAC foi responsável pelo transporte de grande parte dos pacientes até os hospitais.

Para a promotora curadora de Fundações, Janine Borges Soares, articuladora da iniciativa, “o trabalho corresponde às metas do MP, no sentido de estar cada vez mais próximo da sociedade, e de contribuir com a resolução das demandas, nesse caso, na área da saúde infantojuvenil”.

Conforme a coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões (Caoijefam), Denise Casanova Villela, que participou da organização da atividade, a “experiência foi um sucesso e poderá ser ampliada para um número ainda maior de crianças e de adolescentes no decorrer do próximo ano”.

A promotora da Infância e Juventude Cinara Vianna Dutra Braga, responsável pela fiscalização da rede de acolhimento de Porto Alegre, que triou as crianças e adolescentes institucionalizados, exaltou a iniciativa. De acordo com ela, “muitos têm dificuldades na aprendizagem por problemas de visão, mas não têm acesso ao atendimento oftalmológico necessário”.

Por fim, a promotora Tatiana Alster, que organizou a atividade em Viamão, destacou que na escolha dos pacientes foi privilegiada a participação de crianças e adolescentes acolhidos e da zona rural do município. "Foram 27 óculos doados, o que refletiu o êxito e a importância da atuação articulada", disse ela.

A ação, que no MP envolveu a Curadoria de Fundações, o Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões e o Serviço de Informações e Atendimento ao Cidadão (Siac), em parceria com a Fundação Leonística e a Sorigs, terá continuidade e incluirá público de outras faixas etárias.

Auxiliaram nas atividades, pelo MP, os servidores Kassiany Cattapam, do Caoijefam, Eduardo Cordoniz, do Siac, e a estagiária da Promotoria de Viamão Luísa Salina.


https://www.mprs.mp.br/noticias/50192/

Sociedade de Oftalmologia do Rio Grande do Sul © Todos os direitos reservados 2019
Desenvolvido por: J2w - Desenvolvimento Web