Capa

Os Riscos do Exercício Ilegal da Oftalmologia são abordados no Cremers Debate

Os Riscos do Exercício Ilegal da Oftalmologia são abordados no Cremers Debate
A Sociedade de Oftalmologia do Rio Grande do Sul (SORIGS)  participa do CREMERS Debate, que vai reunir  mais seis Sociedades de Especialidades Médicas para discutir Riscos do Exercício Ilegal da Medicina e Medidas de Enfrentamento.
A Presidente da SORIGS, médica oftalmologista Terla Castro alerta para práticas que põe em risco a saúde da visão como exames realizados por quem não é oftalmologista, podendo causar o agravamento de doenças e até a cegueira.
A Organização Mundial de Saúde registra 36 milhões de cegos, sendo que 90% dos casos ocorrem em países de baixa e média renda.
No Brasil, existem 26 mil crianças cegas por doenças oculares evitáveis  e 23 milhões de crianças em idade escolar com algum tipo de deficiência visual, portanto com problemas de aprendizado, autoestima e de inserção social.
“Embora a oferta de serviços oftalmológicos seja desafiador, o atendimento especializado tem grande potencial para reduzir a morbidade ocular e os atrasos de desenvolvimento causados pela baixa visão, tanto na infância quanto na maturidade”, informa a presidente da SORIGS Dra. Terla Castro, ao destacar a disposição da atual gestão em atuar no atendimento da população, através de campanhas e convênios com entidades públicas.
O CREMERS Debate acontece no dia 24 de agosto (sábado), das 9h às 12h, no Auditório do CREMERS, em Porto Alegre.

 

Inscrições: bit.ly/2Zobhh5



 

 

Sociedade de Oftalmologia do Rio Grande do Sul © Todos os direitos reservados 2019
Desenvolvido por: J2w - Desenvolvimento Web